segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Hiperplasia Gengival

    Este é um tema muito interessante e posso dizer que é até comum em usuários de Aparelhos Ortodônticos Fixos, na qual, há um crescimento gengival acompanhado ou não de sangramento.
    Hiperplasia Gengival significa  o aumento do número de células num órgão ou num tecido, ou seja ,aumento de tamanho.Pode ocorrer devido a anormalidades congênitas, anormalidades hormonais ou pouca higiene oral por muito tempo. Uma afecção preexistente de inflamação gengival predispõe o paciente à hiperplasia. A hiperplasia gengival também pode ser decorrente de medicação prescrita para outras enfermidades. Os três medicamentos mais comuns que podem levar a uma dramática hiperplasia gengival são a fenitoína, os bloqueadores dos canais de cálcio e a ciclosporina.
   Como o Blog é voltado para quem usa Aparelhos Ortodônticos para correção de má-oclusão vamos nos ater a explicar a hiperplasia ligado ao uso do aparelho.


   O aumento gengival inflamatório crônico é uma sequela comum do tratamento ortodôntico (Bishara et al., 1993; 
Genelhu et al., 2005; Kouraki et al, 2005). Esse aumentogengival pode estar associado ao acúmulo de placa bacteriana em torno do aparelho ortodôntico, resultando em uma inflamação crônica característica, com aumento de células inflamatórias. 
Clinicamente, a gengiva se apresenta edematosa, com coloração vermelho profundo, frouxa e com tendência a sangramento espontâneo.
Além da inflamação induzida pelo acúmulo de placa bacteriana, essa manifestação pode estar associada também com resposta inflamatória induzida pela corrosão dos aparelhos ortodônticos, principalmente pelo níquel (Gursoy et al.,2007). Armini et al. (2008) relataram não haver diferença na concentração de cromo e cobalto nas células da mucosa oral de paciente com ou sem aparelhos fixos. No entanto, uma concentração significativamente maior de níquel foi encontrada. Nesse caso, o aumento gengival apresenta 
uma aparência gengival fibrosa e espessa, sem tendência ao sangramento, diferente da gengiva frágil com margem gengival avermelhada que é vista em lesões gengivais inflamatórias (Zachrisson & Zachrisson, 1972) decorrentes da presença de cálculo e placa bacteriana.
 Os aumentos gengivais são tratados por meio de raspagem e alisamento radicular, desde que o tamanho do aumento não interfira com a completa remoção dos depósitos das superfícies dentárias envolvidas (Carranza et al., 2004). Quando os aumentos gengivais incluem um significante componente fibrótico, que não sofre contração após a raspagem e alisamento radicular e coronal ou que é de um tamanho que oculta depósitos nas superfícies dentárias e interfere com o acesso a elas, a remoção cirúrgica constitui o tratamento de escolha. A intervenção cirúrgica no 
tratamento de aumento gengival crônico associado a aparelho ortodôntico apresenta resultados previsíveis e estáveis, desde que uma boa higiene bucal seja mantida e um programa de manutenção adequado seja instituído.
    A colocação de aparelhos ortodônticos em pacientes com periodonto saudável leva a um aumento no acúmulo de placa bacteriana e inflamação gengival e consequentemente influencia a composição da microbiota subgengival indiretamente em um curto período de tempo após o início do tratamento ortodôntico, porém, essas condições são reversíveis em pacientes com bom padrão de higiene bucal; 

Fonte: Revista Sobrape

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário